Lista de palestras do DBA Brasil 1.0

Segue abaixo a lista das palestras aprovadas (sujeita a alteração sem aviso prévio):

Airton Lastori(alastori) Site / Twitter  / Facebook / LinkedIn

  • Empresa: Oracle
  • CV: Airton Lastori é consultor MySQL da Oracle Brasil. Possui formação em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Itajubá e especialização em Engenharia de Software baseada em SOA pelo IBTA. Há mais de 10 anos está envolvido com diversas tecnologias Open Source relacionadas principalmente ao universo Web.
  • Palestra:  Alta Disponibilidade no MySQL 5.7
  • Nível: Intermediário
  • Resumo: A nova versão do MySQL traz muitas melhorias, principalmente nos recursos de alta disponibilidade. Nesta palestra veremos como escolher a melhor opção para seu caso de uso e aspéctos de implantação e manutenção.
  • Descrição: Com o MySQL 5.7, abriu-se ainda mais o leque de possibilidades para usá-lo em alta disponibilidade. Nesta palestra abordaremos: – como determinar a melhor opção para seu caso de uso, topologias e arquiteturas de referência; – opções para implementar alta disponibilidade no MySQL 5.7 usando o MySQL Router; – boas práticas de gerenciamento e segurança.

Alex Zaballa(zaballa) site / Twitter / Facebook / LinkedIn

  • Empresa: Enkitec
  • CV: Alex Zaballa, formado em Análise de Sistemas, é especialista em Banco de Dados Oracle com sólidos conhecimentos em Servidores de Aplicação e Sistemas Operacionais; trabalha com Oracle há 16 anos, é Oracle ACE Director, certificado OCM Database 11G/Cloud e conta com mais de 200 outras certificações em produtos da Oracle.
  • Palestra: DBA Commands and Concepts That Every Developer Should Know
  • Nível: Intermediário
  • Resumo: Conceitos e comandos utilizados por DBAs que todos os desenvolvedores deveriam saber.
  • Descrição: Nesta sessão serão demostrados na prática alguns conceitos e comandos que visam facilitar a vida dos DBAs e desenvolvedores.

Caio Andrade dos Santos(Caio)

  • CV: Trabalho na área de infraestrutura a mais de 8 anos com tecnologias de Storage, backup, Servidores e redes. Sou certificado Linux LPI1e atualmente trabalho em um grande hospital como administrador de redes.
  • Palestra: Storage para SGBD
  • Nível: Básico
  • Resumo: Uma abordagem sobre Storage e o novo conceito de tier em cima do storage da 3par(HP) e da EMC(Dell), por fim uma apresentação prática desde a criação da lun até a configuração no ASM.
  • Descrição: Storage para SGBD 1.DISCOs e RAID: Falar sobre discos e suas vantagens, sata, sas 10k e 15k e discos SSD 2.SAN: Storages 3.LUN 4.TIER: Conceito de Tier e analogias 5.TIER em STORAGE: Comparação entre 3par(HP) e EMC(DELL) 6.Pratica: Uma apresentação pratica desde a criação do vg passando pela conf. do multipath e finalizando na adição dos disco no asm.

Carlos Smaniotto(csmaniotto) site / LinkedIn

  • Empresa:VivaReal
  • CV: Carlos Smaniotto, é Especialista Sr. em Banco de Dados & Data Analyst na empresa VivaReal, o maior portal imobiliário do Brasil totalmente em ambiente AWS. Além disso, é consultor em Banco de Dados com foco em produtos OpenSource/Freeware.
  • Palestra: O Futuro do DBA em um universo as a Service
  • Nível: Básico
  • Resumo: Qual é o futuro profissional do DBA com a evolução do DBaaS ? Quais são as mudanças de paradigmas e como podemos nos beneficiar estando na frente desta revolução irrevogável chamado Cloud ?
  • Descrição: Passei anos e anos aprendendo como configurar cada parâmetro do kernel, setup de hardware, escolha dos fabricantes que compõe o hardware e tudo isso para conseguir ter o banco de dados mais veloz possível! Isso talvez ainda seja uma atividade do dia a dia de cada DBA. Como funciona em ambiente cloud, como funciona na Amazon Web Service ? Qual será o futuro de um DBA em um mercado cada vez mais XaaS ? A ideia é demonstrar que podemos tomar conta deste universo XaaS e sermos profissionais ainda mais requisitados 🙂 Agora não vamos mais tirar leite da pedra e sim chocolate quente com chantily das nuvens conhecendo algumas técnicas e evoluções dessas novas tecnologias. !!! Toda a abordagem é o mais genérico possível de produtos, o grande objetivo é apresentar um novo mind set para um mercado cada vez mais “”Internetizado”” (palavra nova :-p ).

Dennes Torres de Oliveira(Dennes Torres) site / Twitter / LinkedIn

  • Empresa: Bufalo Informática
  • CV: Diretor da Búfalo Informática, com mais de 20 anos de experiência na área de TI, possui as certificações MCSE Data Platform e BI, atua como MCT (Certified Trainer) e também atua na área de desenvolvimento de software
  • Palestra: Receitas para Troubleshooting com Extended Events no SQL Server
  • Nível: Intermediário
  • Resumo: Veja várias receitas para identificar e resolver problemas com Extended Events O SQL Profile está marcado como deprecated, é hora de nos adaptarmos aos Extended Events.
  • Descrição: Nesta apresentação você verá uma série de receitas prontas para utilizar como sessões do Extended Events para identificar diversos problemas típicos em servidores de dados.

Dickson S. Guedes(guedes) site / Twitter / LinkedIn

  • Empresa: Timbira
  • CV: Atua na área de Tecnologia da Informação há quase duas décadas, utilizando software livre na administração de ambientes de missão crítica e distribuídos. Vivência na área de administração de banco PostgreSQL, programação funcional, automação de deploy com integração contínua, mineração e visualização de dados. É administrador de banco de dados na área financeira e consultor PostgreSQL. Já palestrou em eventos como: FISL, PGBR, PGDays, ENECOMP e criou ferramentas livres como: pgvm, pgxn_utils, ExJSON e ldap_fdw, faker_fdw e telegram_fdw.
  • Palestra: Se meu elefante falasse
  • Nivel: Básico
  • Resumo: O PostgreSQL é altamente extensível, nasceu com esta filosofia e segue sua jornada nos presenteando com funcionalidades realmente interessantes. Nesta palestra demonstrará como reunir diversas funcionalidades, para permitir que o PostgreSQL fale conosco.
  • Descrição: Nesta palestra vamos passear pelas diversas funcionalidades que o PostgreSQL possui quanto a sua extensibilidade, como federação de dados em bases de dados estrangeiras, integração com linguagens como Ruby, Python e Javascript, background workers, bem como sua capacidade nativa de trabalhar com dados não estruturados através do tipo JSON, demonstrando assim que ele não é apenas um Sistema Gerenciador de Banco de Dados, mas também uma plataforma de desenvolvimento de aplicações confiável e segura, a ser considerada em seus projetos.

Será uma palestra boa parte “”hands-on””, em que munidos destas funcionalidades criaremos algumas integrações bem interessantes.

Douglas Paiva de Sousa(Paiva) site / Facebook / LinkedIn

  • Empresa: Oradata Consultoria & Treinamentos
  • CV: DBA Oracle desde 2006, Instrutor de treinamentos Oficiais Oracle e Fundador da Oradata Consultoria & Treinamentos
  • Palestra: Certificações, vale ou não vale?
  • Nível: Básico
  • Resumo: Uma visão dos mais diversos ângulos, sobre ter ou não ter certificações.
  • Descrição: Nesta palestra a intenção é demonstrar uma visão independente (dos grandes fabricantes de tecnologias) sobre as questões à respeito de ter ou não ter certificações de bancos de dados. Deixando bem claro que este tópico é uma decisão pessoal de cada profissional e não vamos incentivar ninguém a não ter nenhuma certificação nem menos impulsionar profissionais a tirar todas as certificações possíveis, conforme falado antes é uma questão pessoal.

Fábio Cotrim(Cotrim) site / Facebook / LinkedIn

  • Empresa: DBA4All
  • Especialista em TI, com sólida atuação no desenvolvimento e manutenção de bancos de dados Microsoft SQL Server, nas versões 2000, 2005, 2008, 2012 e 2014.
    Atuação na integração, réplica e sincronia de dados em ambientes de alta disponibilidade.
    Implantação de ambientes de alta disponibilidade, utilizando o AlwaysOn.
    Experiência na realização de tuning e análise de segurança de bancos de dados.
    Atuação em projetos voltados à gestão das áreas de Marketing, Publicidade, Finanças, Contábil, Fiscal, Logística, Vendas, Suprimentos, Manufatura e Gestão de Pessoal.
  • Palestra: Como ser um DBA Ogro
  • Nível: Básico
  • Resumo: Uma divertida palestra sobre como não devemos nos comportar em nossa vida profissional.
  • Descrição: Uma palestra, totalmente interativa, que visa discutir todos os nossos problemas posturais, e como se comportar em momentos delicados, quando somos obrigados a nos impor, como modo de resolver os problemas.

Fábio Prado(fbifabio) site / Twitter / Facebook / LinkedIn

  • Empresa: FABIOPRADO.NET
  • CV: Atualmente sou DBA, Instrutor, Oracle ACE Member (título de nível mundial concedido pela Oracle Corporation à especialistas reconhecidos na comunidade Oracle), autor deste blog, articulista da revista SQL Magazine e dos blogs e sites: ProfissionaisTI, TI Especialistas, Grupo de Profissionais Oracle (GPO), DevMedia e Oracle Technology Network (OTN).
  • Palestra: Índices no Oracle Database, tudo o que você precisa saber sobre eles
  • Nível: Intermediário
  • Resumo: Visão geral e dicas sobre índices no Oracle Database
  • Descrição: – Introdução sobre índices – Características gerais dos índices – Quando criar e não criar índices – Tipos de índices – Dicas gerais sobre a utilização dos índices.

Fabrízio de Royes Mello(fabriziomello) site / Twitter / Facebook / LinkedIn

  • Empres: Timbira
  • CV: Atualmente, como Especialista de Banco de Dados na Timbira, eu ajudo pessoas e times a aproveitar o máximo do potencial dos bancos de dados relacionais, em especial o PostgreSQL, apoiando as equipes desde a concepção da estrutura de um banco de dados (modeling), passando pela arquitetura física (database schema), programação (procedural languages), SQL (uso, tunning, boas práticas), otimização e orquestração de instâncias em produção. Realizo trabalhos voluntários para Comunidade Brasileira de PostgreSQL (www.postgresql.org.br), apoiando nas listas de discussão, organização de eventos (pgbr.postgresql.org.br) e administração da mesma. Também ajudo o PostgreSQL Global Development Group (PGDG) na implementação de algumas funcionalidades e revisão de patches (git.postgresql.org).
  • Palestra: NoSQL + SQL = PostgreSQL
  • Básico: Nível
  • Resumo: Veremos como o PostgreSQL pode atender demandas NoSQL pelo suporte nativo a JSON/JSONB, HStore (chave/valor), XML, indexação e otimização no armazenamento, FDW, Hooks, Extensions, etc.
  • Descrição: Atualmente existe muito debate a respeito da habilidade das tecnologias NoSQL atenderem melhor as grandes demandas de processamento de dados em larga escala, do que seus predecessores, os RDBMS (Relational Database Management System). E realmente as tecnologias NoSQL, assim como computação em nuvem, surgiram da grande necessidade de se prover serviços escaláveis, pois os bancos de dados estão sendo pressionados/direcionados a oferecer escalabilidade horizontal. Estas tecnologias foram desenvolvidas com técnicas de armazenamento de dados (documento, chave/valor, tabular, grafo, etc) afim de suprir esses requisitos. Para entender um pouco melhor essas características/requisitos vamos entender um pouco sobre alguns conceitos básicos de sistemas distribuídos, em especial fazendo uma revisão do Teorema CAP (Consistency, Availability and Partition Tolerance). Alguns aspectos a respeito das tecnologias NoSQL e os requisitos atuais para sistemas de processamento de dados: 1) clustering e data sharding 2) modelo de dados flexível que suporte desenvolvimento incremental (eliminando aquelas longas discussões entre DBAs e desenvolvedores) 3) fácil integração com linguagens de programação focadas na Web, abstraindo detalhes da linguagem SQL. Enquanto o cluster/sharding tem alguma relevância em algumas decisões, a velocidade de se colocar algo em produção a/ou modificá-la, e a facilidade para o desenvolvimento tendem a ser mais importantes. Então nesta apresentação veremos como o PostgreSQL atende vários desses requisitos por oferecer suporte nativo a JSON/JSONB, HStore (chave/valor), XML, oferecendo excelente indexação e otimização no armazenamento, e atendendo aos requisitos ACID, portanto tendo o melhor dos dois mundos. Sem contar o alto poder de extensibilidade que oferece pela possibilidade de escrever novos tipos de dados, mecanismos de indexação, linguagens procedurais, adaptadores de fontes de dados externas (SQL/MED), entre outras diversas características excelentes. Também veremos que o PostgreSQL pode, e na minha opinião deve, ser utilizado em conjunto com outras soluções de armazenamento de dados, inclusive com alguns projetos interessantes: – Mongres (https://github.com/umitanuki/mongres) – MongoLike (https://github.com/JerrySievert/mongolike) – PgREST (http://pgre.st/) – PostgREST (http://postgrest.com)

Jeferson Betarello(Beta)

  • Empres: IBM Brasil
  • CV: Profissional de TI desde 1983, atuando com SGBD no ambiente Mainframe desde 1989. Participei ativamente da implementação do SGBD DB2 para ambientes Mainframe desde o seu lançamento atuando em consultorias, instalando o produto, ministrando cursos, implantando projetos utilizando o produto. Experiência de 15 anos no setor bancário como desenvolvedor, DBA e suporte ao produto. Prestador de serviços para grandes empresas de diferentes setores implementando e utilizando DB2 no ambiente Mainframe, para grandes volumes de dados. Experiência em integração de plataformas com diferentes soluções de Bancos de Dados.
  • Palestra: Soluções de desing para alto volume de dados em DB2 Mainframe
  • Nível: Chuck Norris
  • Resumo: O principal objetivo é apresentar o design de infra-estrutura técnica fornecida pelo DB2 for z/OS para implementar altos volumes de dados.
  • Descrição: O principal objetivo é apresentar o design de infra-estrutura técnica fornecida pelo DB2 for z/OS para implementar altos volumes de dados. Os objetivos desta palestra são apresentar uma visão geral do DB2 for z/OS, enfocando a infra-estrutura disponível no ambiente Mainframe para implementar designs que permitam a disponibilização de altos volumes de dados com alta disponibilidade e performance. Adicionalmente discutiremos a responsabilidade dos DBAs na disponibilização de designs robustos para alta disponibilidade e performance dos aplicativos, de forma transparente para os aplicativos.

João Talles Dantas Batista(João Talles) Twitter / Facebook / LinkedIn

  • Empresa: iLang
  • CV: Arquiteto de escalabilidade
  • Palestra: Desmistificando NoSQL
  • Nível: Intermediário
  • Resumo: Transmitir a ideia de que o movimento NOSQL não se propõe a substituir os bancos de dados relacionais
  • Descrição: Transmitir a ideia de que o movimento NOSQL não se propõe a substituir os bancos de dados relacionais. Nessa apresentação serão apresentados os principais tipos de bancos de dados não relacionais (documento, chave-valor, column-oriented e graph), as principais vantagens e desavantagens na utilização de cada um deles.

José Laurindo Chiappa(Chiappa) site / LinkedIn

  • Empresa: JLC Sistemas de Informação LTDA
  • CV: Atuante há 28 anos em TI em geral, sendo 21 anos dedicados à tecnologia Oracle ®. Qualificações de Database Specialist/DBA Sênior/Analista obtidas via Atuação em Empresas nas áreas de Finanças, Produção Industrial, Comércio e outras. Atuação eventual (desde Out/95) como Instrutor. Certificações : Oracle Database 11g Certified Implementation Specialist, Oracle Certificate Associate (OCA). IBM Certified Database Associate – DB2 10 Fundamentals, IBM Information Management DB2 10 Technical Professional v3 , IBM InfoSphere Guardium Technical Security Professional v1. Implementador Qualidade ABNT NBR ISO 9001:2000/9000
    Capacitações Técnicas e Administrativas em Tuning, Instalação, Migração, Backup, Segurança e Performance Troubleshooting em databases. DB-Stored Development, em PL/SQL e Java. Administração de Ambientes Oracle Applications, e-Business Suite/EBS, Warehouse Builder, Collaboration Suite, sob Unix, Linux e Windows. Programação geral em shell scripting, C, Oracle Forms, Reports, Graphics.”
  • Palestra: SQL Factoring – Ajustes de SQL sem Acesso aos Fontes
  • Nível: Avançado
  • Resumo: Técnicas de Factoring/Re-escrita/Ajuste de SQLs em cenários sem acesso aos Fontes da Aplicação
  • Descrição: Esta palestra visa explorar algumas das principais técnicas de Ajustes para os comandos SQL recebidos da Aplicação sem tocarmos os Fontes da Aplicação, apenas com alterações de estrutura e/ou criação de objetos e estruturas Auxiliares no database. Serão exploradas as features presentes no RDBMS Oracle para tal, mas diversos dos Conceitos apresentados poderão ser portados / adaptados para outros DBMSs.

Marcio de Souza Almeida(Marcio 68) Facebook / LinkedIn /

  • Empresa: Pensa-Ativo Informática
  • CV: Consultor e Auditor de Segurança em Bancos de Dados
  • Palestra: Segurança da Informação
  • Nível: Avançado
  • Resumo: Cuidados que devem ser tomados na administração de bancos de dados para que as informações registradas estejam seguras desde a sua entrada até a sua consulta por que é de direito.
  • Descrição: Muitos DBAs se atentam à performance e à administração dos bancos de dados, porém não tomam as devidas providências para que não entrem informações inválidas, que pessoas com privilégios indevidos acessem informações confidenciais, que dados possam ser roubados ou corrompidos. O objetivo desta palestra é que tomemos conhecimento de boas ações que previnem crimes cibernéticos e que possam preservar a segurança de nossos servidores.

Mauro Pichiliani(Pichiliani) site / Twitter / Facebook / LinkedIn

  • Empresa: Pitec tecnologia
  • CV: Mauro Pichiliani é bacharel em Ciência da Computação, Mestre e Doutor em computação pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica). Trabalha há mais de 10 anos utilizando diversos bancos de dados e é co-produtor do DatabaseCast, o podcast brasileiro sobre banco de dados.
  • Palestra: Comparando desempenho do disco no SGBD: HD, SDD, RamDrive e Cloud
  • Nível: Intermediário
  • Resumo: Esta palestra vai mostrar uma comparação detalhado do desempenho de leitura e gravação dos sistemas de armazenamento de disco com base em HD mecânica, SSD, RamDrive e solução na nuvem.
  • Descrição: Atualmente os DBAs possuem diversas opções de hardware para armazenamento de dados. Esta palestra vai mostrar uma comparação técnica da capacidade de leitura e gravação de discos mecânicos, SSD, RamDrive e soluções na nuvem do ponto de vista do DBA. A comparação realizada foi feita com rigor estatístico e utilizou softwares de medição de desempenho de HDs junto com tarefas comuns realizadas por um DBA: backup/restore, importação e exportação de dados e execução de instruções SQL em transações.

Suellen Santos de Moraes(Suh Moraes) Facebook

  • Empresa: Acesso tecnologia da informação
  • CV: Suellen Moraes Profissional com 8 anos de carreira desenvolvida na área de Informática. Experiência em Administração de Banco de Dados SQL Server 2000, 2005, 2008 2012 e 2014. Conhecimentos em instalação, configuração e suporte ao SQL Server, tendo foco principal Administração das Bases e Gerenciamento de armazenamento, configuração de contas de usuário, atribuição de permissões, Tunning, troubleshooting, transferência de dados Importação/Exportação para banco de dados do SQL Server (SSIS), diagnosticar problemas no sistema, garantir alta disponibilidade do ambiente, estudo de viabilidade de ambientes, Replicação. Análise de consultas visando otimizar o desempenho dos processos. Gerenciamento de jobs, rotinas diárias de Backup/Restore de banco de dados, análise para melhor indexação da base de dados, SQL Profiler (Trace). Domínio em modelagem de dados e utilizando a ferramenta ERWIN. Conhecimento do processamento interno do SQL, gerenciamento de memoria, TempDB, Trace flags, Migração de versão do Sql Server 2000/2008. Conhecimentos intermediário em Oracle Database.
  • Palestra: Otimização de indexação no SqlServer -Fazendo uma análise mais profunda
  • Nível: Intermediário
  • Resumo: Realização de trobleshooting e melhoria de performance com indexação levando em consideração a estrutura interna do sql server e como se trabalha com índices realmente performáticas.
  • Descrição: Análise de índices suas estruturas e usabilidade. Introdução na utilização das estáticas do sql server. Trobleshooting de indexação de um ambiente e análise de melhorias através de dmvs. Entendimento da estruta interna do sql server em relação à índice é tabelas. Exemplos práticos e demos.

Thiago Ferreira

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.